trevo

As pessoas vivem utilizando diversos objetos que segundo elas são amuletos de sorte, ou seja, servem para que algo de ruim, ou aversivo não aconteça. De certa forma, esses amuletos funcionam de uma forma genérica como comportamentos de esquiva, visto que o sujeito se comporta a fim de evitar o aparecimento de estímulos aversivos ou punição. Mediante alguns acontecimentos diários, ou talvez, reforçadores acidentais; indaguei-me sobre o que poderia ser um dia de sorte. Todos nós sabemos que a superstição ocorre a partir de uma contingência acidental, e que essa conseqüência acidental recebe a atribuição de ser causada por um determinado fenômeno. Poderíamos considerar a sorte como um evento acidental, porém pelo seu poder de adicionar algo ao ambiente ela se torna reforçadora. Portanto, aqueles que acreditam ter sorte, vivenciam consequências reforçadoras que modelam o seu comportamento em uma circunstância que não é prevista. Portanto poderíamos considerar um dia de sorte quando todas as contingências acontecem acidentalmente e de uma forma reforçadora, e põe reforçadora nisso rs….

Anúncios