SE MAOMÉ NÃO VAI A MONTANHA, A MONTANHA VAI A MAOMÉ?

maome

O título desse texto foi alterado de sua versão original para fins didáticos, visto que o ditado popular enuncia que “Se a montanha não vai a Maomé, Maomé vai até a montanha”. Seria interessante trabalhar com o ditado no sentido original, mas no final das contas chegaremos as mesmas conclusões, porém resolvi fazer um trocadilho com as palavras.
Uma das coisas que me preocupa é o comodismo, encontramos pessoas acomodadas nos mais diversos lugares. Em algumas situações elas são taxadas pelos outros como “folgadas”, é o tipo de pessoa que quer tudo na mão, não age, espera somente que as coisas aconteçam e venham de forma fácil. Vivemos isso em todos os lugares que presenciamos no cotidiano, seja no trabalho, aquele funcionário que não faz nada, enrola o tempo inteiro; na escola ou na universidade, com os famosos carrapatos; esses são aqueles que colam o tempo inteiro, na melhor das hipóteses copiam seu trabalho e se bobear não trocam nem o nome no cabeçalho. O pior disso é que esperam que algo positivo ocorra com essas ações comodistas, pode ser que isso aconteça, porém a ausência de aprendizagem e de repertório comportamental será demonstrada com o tempo.
Fiz essa pequena introdução com o intuito de dizer que devemos agir sobre o meio em que vivemos se quisermos ver resultados em nossas vidas; Skinner chama esses comportamentos de “comportamento operante”. O comportamento operante é aquele que “opera e age” sobre o ambiente, gerando conseqüências e ao mesmo tempo sofrendo o efeito delas.
É somente através de ações que conseguiremos mudar algo, portanto o não fazer, não gerará efeito nenhum. Presenciamos com certa frequencia as pessoas dizendo que estão pensando em fazer algo, porém elas não sabem que pensar por si só não resolve as coisas, pois o pensamento não tem o poder de operar sobre o meio, ele é caracterizado como um comportamento pré-corrente, não passa apenas de simulações. Portanto as internalizações não têm o poder de modificar o lugar em que vivemos, se quisermos mudar algo temos que agir, “Não basta dizer somente, é preciso fazer”.
Partindo desses pressupostos perguntamos: “se Maomé não vai até a montanha, a montanha vai até Maomé?”. A resposta a essa frase é não, visto que Montanha aqui aparece como um objeto inanimado, ou seja, ela não tem o poder de operar sobre o ambiente, o produto disso será dois objetos estáticos, um esperando pela ação do outro, porém nada ocorrerá. Presenciamos isso com pessoas que afirmam deixar as coisas nas mãos de Deus e esperam que as coisas se resolvam, não estou reduzindo o poder e a capacidade de Deus, mas quero deixar claro que acredito que ele espera o primeiro passo dado por você.
Assim, o ditado original está corretíssimo, se a Montanha não vai a Maomé, Maomé vai até a montanha, pois se Maomé não for até a Montanha, ela com certeza não irá até ele. Portanto, não espere que os outros façam por você, faça você mesmo.

SE VOCÊ NÃO DER UM SINAL E NÃO DEMONSTRAR INTERESSE, MESMO TENDO-O, PODE APOSTAR: A MONTANHA NÃO SE MOVERÁ

About these ads

8 comentários sobre “SE MAOMÉ NÃO VAI A MONTANHA, A MONTANHA VAI A MAOMÉ?

  1. Cara, muito bom o post. Acho que você está começando a seguir os conselhos do restante da trindade. Fico muito orgulhoso dever como você está escrevendo bem. A leitura caminha leve, não há repetições. Vale a publicação num espaço maior.

    Grande abraço!

    • Olá João como vai, seja bem vindo ao meu webblog. Em primeiro lugar, obrigado pelas palavras, confesso que mudaria muita coisa escrita nesse artigo, pois o tempo passa e as idéias amadurecem ( mas a estrutura continua a mesma). Em relação a sua segunda pergunta, tenho disponibilidade em dar palestras sim, qualquer coisa é só entrar em contato comigo que marcaremos uma data adequada. Sobre etologia Animal, essa é uma das áreas que tenho me dedicado, atualmente tenho coordenado o laboratório de Psicologia Experimental da UFES com pesquisas com sujeitos infra-humaos. Não parto da perspectiva de Robert Hinde, mas um ponto de vista Skinneriano. Forte Abraço !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s